08/12/2007

PETER E UM PIANO QUE TOCA


E se de repente o piano começasse a tocar? Eu estava aqui sentado, olhava para o piano à minha direita e as teclas desciam e subiam para mim...e a minha boca abria-se...e se de repente eu começasse a cantar?... Não conheço essa cançao...fui eu que a escrevi? as palavras parecEm-me as minhas, são redondas, e contêm uma especie de grito melódico e eu já não estou aqui! Conversamos os dois, temos essa conversa, eu e o piano. As teclas tocam-me na garganta, massajam-me, são as pontas dos dedos que levam a minha voz numa viagem pelo quarto...que piano é esse? Que voz é essa? Ofereço-te essa musica, a minha canção! Uma canção sem pontos de interrogação. A minha respiração. E não quero abrir os olhos nunca, quero sonhAr esse piano sempre e saber que enquanto os mantenho bem fechados, ele continuará a tocar ao som da minha voz....!

4 comentários:

MeninaDeCristal disse...

Talvez o piano seja o teu Eu, talvez não compreendas o meu comentário....Mesmo assim comentei... Que te diz o piano?!

Gemini disse...

Sonhor? Corrijo, como se o meu blog tivesse uma ortografia impecável... ai, ai os telhados de vidro.

Graduated Fool disse...

É daquelas coisas que escrevemos para nós e só em nós fazem todo o sentido. Pelo menos, maior sentido.

pedropina disse...

gemini só reparaste nesse? existiam mais 2! passaste por eles e nem reparaste!? estas a perder qualidades!