19/01/2008

PETER NUM BANHO DE SILÊNCIO


Saio do banho, ouço o silêncio. Há muito tempo que não ouvia o silêncio, escuto-o. Saio nu, olho-me ao espelho, ah! estavas aí? não te via...há muito tempo que não te via, desde essa praia, desde de Espinho, é o mar que me ondula o chão do corredor até ao quarto, ah estavas aí? Saudades de tomar banho comigo, saudades do mar, saudades de mim, saudades do silêncio. Atrás dessa janela, existe demasiado barulho nesta cidade que não me deixa ouvir-te. Desculpa, vou abrir mais vezes essa janela, para que esse barulho se confunda com o silêncio do mar e eu te possa ouvir, assim, no silêncio. Só no silêncio é possivel ouvir-me. Vou tomar mais vezes banho comigo.

shiu, silêncio

2 comentários:

Bento disse...

:)
duas coisas que adoro, o mar o silêncio

claudio disse...

Bonito, Eu Cláudio!