30/07/2009

PETER E A CADELA DESAPARECIDA

Eu tinha 8 anos. A cadela desapareceu. A nossa casa estava em construção. Eu tinha ido ao apartamento buscar não sei o quê. ela veio atrás de mim. Ela não quis voltar comigo. Ficou ali parada à porta do prédio. Eu chamava mas ela não voltava. Depois a minha mãe explicou que sempre que iam ao apartamento lhe davam um biscoito, era isso que ela espera. Eu não sabia. A cadela nunca mais apareceu. Aquela criatura pequena preta nunca mais apareceu. A minha irmã olhava para mim e chorava. Eu não podia chorar. Não podia chorar porque sentia o peso duma culpa da sua fuga. Apesar da tristeza do seu desaparecimento, eu não podia chorar. Foi a primeira vez que me lembro de reprimir os meus sentimentos, engulindo lágrimas que nunca caíram. Eu tinha 8 anos e não podia chorar.

17 comentários:

Marilena' disse...

A minha primeira cadela morreu, e eu culpo o veterinario, no entanto a dor que se senr«te por alguem querido, que no fundo é como se fosse gente ou da familia, deve ser a mesma que a tua.
:(

PEDRO PINA disse...

Marilena' : sim..., é alguem da familia k se vai... doi...mas eu não podia mostrar o kto doía!... :(

Ragof disse...

Ao menos a sua desapareceu... Imagine a minha que cortaram o pescoço dela a minha frente... Eu arrumei minhas roupas na hora e disse q ia sair de casa lool. Mas ai eu pensei "para onde vou??" eu era novinho lol

PS: o mp3 tem em varias cores, mas como tenho tudo branco eu prefiro assim xD

korrosiva disse...

As dores são para serem choradas!

beijinhoss

PEDRO PINA disse...

Ragof:
nao consigo imaginar... k crueldade... :(
o ser humano de facto consegue ser mt cruel...

PEDRO PINA disse...

korrosiva : poix são..., mas eu nao sabia..., sentia a culpa do desaparecimento da "bixa"

Atreyu disse...

Mataram o Ethan. Ele era um Bull Terrier.
O cachorro mais, mais do mundo!!! Era meu irmão, mas aí um dia ele não acordou. Tinha 10 anos...

Atreyu disse...

10 anos o cachorro. Eu já tinha 13

PEDRO PINA disse...

Atreyu: :((((
ha coisas k nunca mais eskecemos...

Martinha disse...

Senti algo assim parecido quando um gato que tive desapareceu. Tinha só uns três meses, e desapareceu sem deixar rasto. Custa sempre, sobretudo quando não podemos mostrar o quanto dói. :/ *

Vivian disse...

...digamos que este post
é o choro contido há
tanto tempo, e agora
chegou a hora de o
extravasar.

bju, menino!

PEDRO PINA disse...

Martinha: sim, nao sei se o k mais custa é a perda em si ou o nao poder mostrar!...

PEDRO PINA disse...

Vivian: sim, é o extravasar mais de 20 anos depois!...as coisas k a nossa cabeça acumula e recalca durante anos....temos de extravasar tudo! um beiju

Belita disse...

Eu lembro-me de perder todos os gatos que tinha, sempre pretos e brancos na estrada em frete à nossa casa, cedo ou tarde lá apareciam mortos, mas chorava e chorar faz bem!
Pena que não tenhas podido chorar, faz bem.

PEDRO PINA disse...

Belita: sim, chorar faz bem..., desde cedo k me ensinaram a k chorar e ter sentimentos era mau, mas hj começo a tentar ser eu mesmo!

aquelabruxa disse...

que horror! espero que não tenhas ficado traumatizado. estas histórias são das que me causam mais dor...

Anónimo disse...

Nossa, que drama, que forçação...

Supera, ué, rateou, acontece.

VOCÊS SÃO MUITO SENSÍVEIS

O que é o avatar do Pedro Pina??

Hahahuahaha...