02/07/2009

PETER E A CAMA VAZIA


A cama está vazia. Os lençois não têm cheiro. Cheiram a vazio. O silêncio duma cama vazia, onde duas almofadas se olham. A cama está fria. Os lençois choram o teu nome. As almofadas recordam os sonhos adormecidos do teu rosto. A cama está em silêncio. Espera silenciosamente o teu corpo, o teu cheiro, a tua voz, os teus sonhos. Uma cama vazia não existe. Uma cama sem cheiro não existe. Uma cama em silêncio não existe. É apenas um conjunto de tábuas ocas, que suportam a dor de um colchão sem vida, escondido por lençois esquecidos.

6 comentários:

Mikas disse...

Saudade,nostalgia. Beijo

pedropina disse...

Mikas: muita...

korrosiva disse...

Pedrocas, os cheiros estão todos lá, são aqueles que sentes quando fechas os olhos, aqueles que não esqueces e queres de volta.

A cama vai voltar a estar preenchida, vai sim ;)

beijinhosss

Felipe Nunes disse...

Concordo, a cama há-de voltar a estar preenchida!

Como te disse hoje, PeterPan, rezo por ti... E quero que saibas que estou aqui para o que for preciso!

;)

pedropina disse...

korrosiva: assim espero, é o k todos os dias digo baixinho à almofada!

pedropina disse...

Felipe Nunes : obrgd!