22/07/2009

PETER E UM SONHO DUM FILME À LUZ DO TELEVISOR



Foi hà 10 anos atrás. Eu estava deitado nesse outro sofá de casa dos meus pais. Era noite. A luz do filme iluminava esse sonho. Nesse filme, tu estarias ali deitado comigo. Os nossos corpos estariam abraçados à luz de um televisor. Foi hà 10 anos. Tu não tinhas rosto. Estava escuro e o sonho não te pintava as feições. Pintava-te o sentimento, a sensação. O sonho era simples. Nós, ali, abraçados. Foi há 10 anos, e em 10 anos deixei de acreditar nesse sonho. Desliguei os filmes, vi-os sozinho. Percebi que esses filmes não existiam na realidade. Eram pura ilusão. Foram 10 anos numa crença de desilusão, numa aceitação de que os sofás são apenas para um corpo. Hoje, 10 anos depois, tu tens rosto e as feições desse filme fizeram-me acreditar novamente na simplecidade desse sonho. Afinal era tão simples. Deita aqui, ao meu lado.

11 comentários:

vício disse...

por vezes os filmes não existem porque procuramos quem os realize quando o realizador podemos ser nós...

PEDRO PINA disse...

vício: e por vezes complikamos demasiado o argumento e era tao simples!

Paulo disse...

o cenário será sempre a vivência dos dias a ser chão de um planeta quase em des.uso.

aproveita o [teu] trajecto a ser rota.

ser-te-ei a brisa na margem.

abraço-TE.

PEDRO PINA disse...

Paulo: vou pintar o meu cenário de olhos fechados!

O Magnifico Gino disse...

Os filmes inspiram os sonhos, depois? Depois é deixar-mos espaço para que o sonho atravesse o caminho até à nossa realidade!

PEDRO PINA disse...

O Magnifico Gino: penso k durante algum tempo nao deixei esse espaço atravessar...incrivel como era tao simples! agora abri a porta ao espaço!

Hyndra disse...

É bom partilhar um sofá seja com quem for...desde que essa pessoa nos faça sentir bem!

PEDRO PINA disse...

Hyndra: é mt bom! o meu está à espera....!

Green Eyes disse...

Inspira-te nesse filme e cria um novo ;)

Os sofás foram feitos para esperar, muda de assento...

beijinhos
tenho um feeling, a good one, for you :)

PEDRO PINA disse...

Green Eyes: ainda sonho k possa viver o filme em pleno...mas recriado!

Anónimo disse...

Yes indeed, in some moments I can say that I approve of with you, but you may be making allowance for other options.
to the article there is still a without question as you did in the go over like a lead balloon a fall in love with efflux of this demand www.google.com/ie?as_q=actual.window.menu.4.4 ?
I noticed the axiom you have not used. Or you functioning the dark methods of helping of the resource. I suffer with a week and do necheg