01/08/2009

PETER E A INSPIRAÇÃO DAS PALAVRAS TRISTES


A tristeza parece dominar as pontas dos dedos, movimentando-as em caracteres que desconheço. As palavras tristes viajam desde a alma, numa libertação de um nó sem respirar. A tristeza inspira os dedos numa movimentação contínua de êxtase. As palavras tristes caem em páginas brancas, preenchendo um vazio no qual deveria correr sangue. No qual deveria pulsar sangue. Em vez de sangue vivo, correm palavras tristes. É a inspiração de uma tristeza melancólica que movimenta os dedos. Porque esse estado de alma nos faz viajar interiormente e reflectir sobre a essência. A alegria, faz-nos viver. A tristeza, faz-nos escrever. Olho as pontas dos dedos. Estarão também elas tristes? Pergunto à tristeza: porque trazes tanta inspiração?

14 comentários:

korrosiva disse...

para podermos dar lugar à alegria, temos de aceitar a tristeza.
Andam lado a lado, não valorizas uma sem a outra..

Mas passa ;)
beijinhoss

PEDRO PINA disse...

korrosiva : é verdade...kero passar a escrever palavras alegres, mas tens razao, só as vou valorizar dp de perceber todas estas palavras tristes....

Marilena' disse...

mais uma vez fico fascinada com o q escreves :)

Princesa Canela disse...

Curioso, não há muito tempo escrevi umas poucas linhas acerca disto mesmo. Quando estamos felizes as palavras andam entretidas noutras aventuras.

Paulo disse...

. pensar em TI .

. des.vaneço a tristeza .

. e visto a alma com o despir da tua .

. abraço.TE .
. um bom fim de semana .

Solita disse...

Bom Domingo, Pedro.

Beijo grande.

PEDRO PINA disse...

Marilena' : obrgd plas tuas palavras... :)

PEDRO PINA disse...

Princesa Canela: é tao verdade, nao é? afinal nao sou o unico|!

PEDRO PINA disse...

Paulo : :)))))))))

PEDRO PINA disse...

Solita : será a trabalhar, mas nao será mau de todo! obrgd!

aquelabruxa disse...

é verdade, a tristeza inspira, pois há uma necessidade de desabafar e de transformar a dor em algo que faça sentido. às vezes também acho que a tristeza proporciona arte muito mais bela que a alegria. não deixa de ser estranhamente compensador...

PEDRO PINA disse...

aquelabruxa : é de facto estranho...talvez porque a tristeza nos faça centrar em nós numa introspecçao... e a alegria faz-nos viver sem pensar!

BM disse...

Não há nada mais gradioso do que ter a capacidade de transformar a tristeza, o que doi e faz sofrer, o veneno da própria vida em poema.

Abraço

PEDRO PINA disse...

BM: transformar a tristeza em poesia é de facto Algo muito especial...! e k liberta!